Assine
Gratuitamente
Literatura

Casa da Cultura
Novidades menos recentes da Casa da Cultura
Clique aqui para acessar as Últimas Novidades da Casa da Cultura
21/11/2017     admin 
« Novidades mais recentes »
Fotos do Arquipélago de Fernando de Noronha:  (30/07/2004)
Nossa seção "Brasil: arte regional, folclore e geografia" recebe duas exposições de fotos desse paraíso de ilhas cercadas pelo mar infinito: Fernando de Noronha visto do mar e Fernando de Noronha visto da terra.
Artigo de Mauro Andriole: "Arte e Ilusão".  (30/07/2004)
O Artista Plástico e filósofo Mauro Andriole discute Arte, Realidade, Ilusão e Objetividade; fala do projeto e ideal do artista, dos meios empregados para executá-lo, e das mudanças que esses meios sofreram com os avanços tecnológicos atuais. É um texto que faz qualquer artista, ou apreciador(a) de arte, refletir.
Artigo de André Masini: "Literatura e Cinema"  (26/07/2004)
Olga Benário Prestes mais uma vez em mãos rudes? Ativista comunista, esposa de Luís Carlos Prestes, grávida, foi deportada por Getúlio Vargas à Alemanha nazista. Sofreu nas mãos de Filinto Muller e outros fascistas brasileiros, nas da Gestapo de Hitler, e acabou assassinada. Agora a sua história sai das páginas do livro de Fernando Morais e surge em versão cinematográfica, pelas mãos do diretor Jayme Monjardim. Este, porém, já na pré-estréia do filme dá uma declaração de extrema infelicidade, pretendendo que seu filme seja "a história das emoções que os livros não contam". Partindo dessa declaração, o artigo de André Masini desta semana faz uma análise comparativa entre Literatura e Cinema. Mostra que a Literatura é tratada pela cultura de massas (e por pessoas que jamais abriram livros), como algo tedioso e insípido. Argumenta, por fim, que a fonte das emoções do cinema é exatamente a mesma da emoção dos livros, ou seja, a história. "Literatura e Cinema" é um sério alerta sobre a importância dos livros, e a forma irresponsável e ignorante como eles são retratados pela cultura de massas.
A GRANDE Literatura de Ruy Câmara:   (17/07/2004)
Quando pela primeira vez tive um texto desse intelectual pernambucano em mãos, bastaram poucas linhas para compreender que estava diante de um Grande Escritor. "Grande", digo, como os maiores: Mário Palmério, Graciliano Ramos, Euclides da Cunha, José Lins do Rego. Sua narrativa é enxuta, direta, e prende a atenção como poucas: a primeira palavra leva-nos necessariamente, e sem qualquer esforço, à última. Mas acima de tudo o que o destaca são suas riquíssimas imagens... como o "par de olhos famintos sobre quatro patas raquíticas, traquina com os olhos" que deseja em vão abocanhar uma sombra que se move no chão... Seu texto deixa uma indelével sensação na alma, como só as maiores obras de arte deixam. Assim é a história que publicamos no boletim de 14/07/2004, sobre um cão, um menino e um lagarto: "A Tríade do Inferno". Desfrute-a, caro leitor ou leitora, pois ela está entre as melhores obras de arte que a Casa da Cultura pode oferecer. (André Masini)
O Humor Sarcástico de Carlos Couto:  (17/07/2004)
Esse poeta e ensaísta, engenheiro de formação, surpreende por sua despretensão. "Reflexões de cultura rasa," é uma das formas como ele descreve seu próprio livro: "Denúncia Vadia", que na verdade é muito mais que isso. É um conjunto de pensamentos e reflexões, sempre muito bem humorados, que lançam um olhar crítico e um tanto sarcástico sobre nossa vida prática, problemas e frustrações cotidianos. Confira um pouco de seu trabalho em nossa nova seção: Frases, Ditados, Máximas e Citações.
Poemas de Giovanna Mulas:  (14/07/2004)
A Casa da Cultura publica três poemas da consagrada poetisa e contista italiana, vencedora de mais de cinqüenta concursos literários internacionais e indicada ao Prêmio Nobel. Veja seus belos poemas "Speranze di Pioggia", "Fossi Roccia" e "Lungomare".
"Mar Abierto", poema de Gito Minore:   (14/07/2004)
No dia 1o. de julho, o poeta argentino lançou seu 6o. livro de poemas:"Flores Cohibidas". Uma mostra de seu trabalho é o poema "Mar Abierto", publicado no dia 07 de julho em nosso site. Esperamos em breve lançar um e-book com poemas do autor (gratuito, como todos e-books Casa da Cultura). Nossa equipe considera a produção poética de Gito de excepcional qualidade: "em seus versos sente-se uma alma viva e pulsante".
Poesias de Agostina Akemi Sasaoka:  (08/07/2004)
Os versos de Agostina envolvem o leitor em uma intensa experiência sensorial. Sua musicalidade insinuante, sibilante, repleta de aliterações e consonâncias flui como um rio, que atravessa o mundo dos impulsos e sentimentos primordiais, um mundo de impressões viscerais, biológicas... mas flui através desse mundo cru com surpreendente sutileza. É poesia de rara franqueza e coragem... e às vezes de extrema sensualidade. Sem dúvida uma de nossas melhores publicações de 2.004.
Exposição de Pinturas de Sergio Torretta  (30/06/2004)
Quando os trabalhos de Sergio foram apresentados à nossa equipe com a proposta de uma possível exposição, ficamos imeditamente entusiasmados: primeiro pela qualidade de suas paisagens -- impressionantes perspectivas, árvores imensas, cores belíssimas; depois pela sensibilidade e harmonia de seus casarios, cenas, temas marítimos... O pintor Sergio nos conquistou. Depois, com o prosseguimento dos contatos, foi a pessoa de Sergio que ganhou nossa admiração: para criar todas essas obras ele supera uma séria limitação física. Sergio iniciou-se na pintura aos 18 anos de idade, após tornar-se tetraplégico devido a um mergulho em piscina rasa. Começou a pintar como forma de terapia ocupacional descobrindo ali seu dom e talento. Há 8 anos vive exclusivamente de seu trabalho artístico, pintando e ensinando pintura em oficinas de arte ministradas em vários eventos de Arte e de Inclusão no país.
« Novidades mais antigas »
script by phpblogger.com